No dia 24/8, foi realizado um evento de planejamento de ações de educação patrimonial, com o lançamento, com o lançamento da publicação “Ceilândia, minha quebrada é maior que o mundo” e o relançamento da segunda edição do livro “Athos Colorindo Brasília”. O evento aconteceu no Museu de Arte de Brasília e contou com a presença da Secretária de Educação – Hélvia Paranaguá; da presidente do Iphan, Larissa Peixoto; além de representantes do Instituto BRB.

Os livros fazem parte da Coleção Patrimônio para Jovens e é fruto de ação conjunta entre a Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com apoio do Banco de Brasília (BRB), por meio do Instituto BRB (IBRB).

A série é destinada a estudantes da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, e cada volume é construído sob a perspectiva de repertórios educativos relativos ao Patrimônio Cultural existente nas Regiões Administrativas do Distrito Federal. A obra destina-se a propagar um pouco da valorosa e interessante história da região mais populosa do Distrito Federal — Ceilândia.

O Instituto BRB, apoia a Coleção Patrimônio para Jovens que visa, por meio da cultura e da educação patrimonial, conscientizar estudantes a preservarem o patrimônio histórico da cidade. O IBRB reconhece que a educação patrimonial tem como diretriz a intersetorialidade das ações educativas, de modo a promover articulações das políticas de preservação e valorização do patrimônio cultural das áreas de cultura, de turismo, de meio ambiente, de educação, de saúde, de desenvolvimento urbano e de outros setores correlatos.

Fonte: com informações da Agência Brasília e do Instituto BRB