O Prêmio teve como objetivo promover o fortalecimento da Economia Solidária por meio do reconhecimento e premiação de empreendimentos econômicos solidários.

Os projetos inscritos deveriam atuar com atividades produtivas viáveis e de geração de trabalho e de renda, atendendo as vocações locais e envolvendo diversos atores sociais, com visão de cadeia de valor. Além disso, deveriam ser constituídos, majoritariamente, por mulheres ou desenvolverem projetos voltados para o apoio às mulheres, e que estivessem estabelecidos dentro dos preceitos da economia solidária.

Os participantes passaram por desafios que envolviam capacitação online, elaboração de diagnóstico do empreendimento, análise de cenário, estudo da viabilidade da modelagem de negócio e a elaboração de um vídeo apresentando o seu empreendimento social (Pitch). Todo o processo foi acompanhado e assessorado por pesquisadores bolsistas da Universidade de Brasília, por meio do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT).

No dia 11 de dezembro, aconteceu de forma online o evento de encerramento do 1º Prêmio de Economia Solidária do Instituto BRB. A cerimônia contou com a participação dos empreendimentos inscritos, convidados e autoridades do Instituto BRB e da UnB.

Durante o evento de premiação, a Presidente do Instituto BRB, Cynthia Freitas, destacou a importância de ações de capacitação que levaram aprendizados importantes para gestão de negócios sociais. E anunciou ainda, que todos os 15 empreendimentos finalistas participarão de uma vitrine social, que será disponibilizada no site do Instituto BRB, na qual poderão apresentar sua história e o objetivo do seu empreendimento solidário.

Os empreendimentos premiados, que receberam o capital semente no valor de R$ 10.000,00 (dez mil), foram:
1º Lugar: Associação de Catadores de Materiais Recicláveis
2º Lugar: Grupo de Mulheres Indígenas
3º Lugar: Espaço Terapêutico Chá da Terra
4º Lugar: Horta Comunitária Girassol
5º Lugar: Raízes do Sol

Fonte: Instituto BRB