Entre os dias 18 e 23 de março, aconteceu em Brasília, um dos eventos ambientais mais importantes do mundo, o 8º Fórum Mundial da Água.

O evento contou com a presença de mais de 100 mil pessoas, entre chefes de Estado, autoridades do mundo todo, ambientalistas, cidadãos e crianças, que discutiram e refletiram sobre o tema do encontro, “Compartilhando Água”.

Representantes do Instituto BRB estiveram presentes na programação da Vila Cidadã, no Estádio Nacional, espaço aberto ao público em geral, onde participaram de debates, exposições, oficinas e palestras.

As Secretárias do Instituto BRB, Franciana Matos Coelho (Meio Ambiente) e Ivane Simonette do Amaral (Educação), participaram das Rodas de conversa sobre: Agricultura sustentável, Economia Solidária, o Cuidado com a Água e Água Gestão . As Secretárias participaram também da Oficina: Treinamento de Multiplicadores sobre ODS, na Sala de Diálogo Águas em Movimento.

“ O primeiro evento que participamos tratou da preservação do solo como importante fator na preservação dos recursos hídricos, através do sistema de Agrofloresta, que além de preservar os mananciais incentiva a agricultura agroecológica, e ainda fomenta a economia solidária por meio das CSAs (Comunidades que sustentam a Agricultura), gerando emprego e renda”, comentou Franciana Matos Coelho, Secretaria do Meio Ambiente do Instituto BRB. “O Segundo evento tratou sobre o papel das comunidades no desenvolvimento regional, da sua responsabilidade na gestão das águas e a contribuição para o pleno exercício dos direitos humanos”, complementou a secretária.

Ivane Simonette do Amaral, Secretaria de Educação do Instituto BRB, participou da oficina voltada para multiplicar os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU), que foram estabelecidos por líderes mundiais em 2015. Estes objetivos definem um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade. O Plano é composto por 17 objetivos de desenvolvimento, e na Oficina do Congresso foram trabalhadas questões sobre o 6º objetivo: Água Potável e Saneamento. “As atividades foram bem produtivas, foram levantadas diversas ideias sobre a melhoria do acesso à água potável, ao saneamento e à proteção dos recursos hídricos, criando uma cultura em torno do tema água: A água é um direito da humanidade e universal”, comentou a Secretária.

A Secretaria do Meio Ambiente, Franciana Matos Coelho, concluiu : “Essas discussões em torno da Água são muito importante, pois sensibiliza a todos e apontam que, além de apoio financeiro para o tema, é preciso repensar qual é o nosso papel como ser biológico no planeta. Estamos vivendo um aumento do risco hídrico, quanto ao fornecimento e a qualidade. É preciso reequilibrar a gestão da demanda e da oferta, buscando soluções com base na natureza, como por exemplo, a restauração das bacias hidrográficas por florestas. É mais importante proteger mananciais do que gastar com tratamento. São necessárias ações rápidas e efetivas para melhorar o saneamento e garantir água potável à todos, pois a água é um direito universal da humanidade.”